06/12/2016

Duas vitórias

Sub17 Marítimo,3 - Pontassolense,0

Sub15 Marítimo,8 - Andorinha,0

Golos de Gonçalo Araújo, João Pedro Barros, Guilherme, Carlos, Gonçalo Luís e Henrique Araújo (3).

29/11/2016

Jogos do Fim de Semana

Sub 17

Andorinha,0 - Marítimo,3

Sub 15

Marítimo,6 - C.Lobos,1

Golos: Henrique Araújo (3), João Pedro Barros (2) e João Guilherme.

21/11/2016

Juventude AC,0 - Marítimo,5 (Sub15)

Sem jogos no Regional de Juvenis, continuou a fase de apuramento de campeão de Sub15 (iniciados). No Adelino Rodrigues (Liceu) o Marítimo venceu o Juventude por 0-5 com 0-2 ao intervalo. Gonçalo Luís, Kiko, Henrique Araújo e Gonçalo Silva (2) marcaram os golos.

O primeiro golo tardou, mas chegou a meio da 1ª parte. Depois, o Juventude ainda obrigou Pedro Aguiar a uma enorme defesa. Antes e depois, uma enxurrada de oportunidades não concretizadas pelos verde-rubros intervaladas por mais um ou outro golo. 

Um rácio normal de concretização levaria o resultado naturalmente para os dois dígitos. Tal não aconteceu pelo acerto do guardião do Juventude, pelas barras das balizas fazerem parte do jogo e pela falta de pontaria (incomum) dos verde-rubros neste dia.


14/11/2016

Marítimo,7 - Xavelhas,0 (Sub17)

Com seis a zero ao intervalo (Dinis-3, Pelágio-2 e Henrique Araújo marcaram), na segunda parte, a equipa foi menos eficaz tendo Bráulio Domingão marcado o golo restante. A salientar, no encontro, o possante ponta de lança Dinis que esteve sempre muito eficaz quando, com um ou dois toques na bola, concluía o bom trabalho de equipa. Pelágio, Bráulio e Henrique Araújo marcaram e assistiram. Alguns golos ficaram por marcar (o guarda-redes xavelha fez um bom jogo) e um ficou por validar, anulado a Henrique Araújo, já na 2ª parte por pretenso fora de jogo.

08/11/2016

Juventude AC, 1 - Marítimo, 5 (Sub17)

Golos de Luís(2) , Dinis, Domingão e Mauro. Sob más condições atmosféricas (muita chuva) apenas demorou o 1º golo. Ao intervalo 1-0 e o Juventude AC com menos um jogador por expulsão.

31/10/2016

Marítimo,8 - C.Lobos,1 (Sub17)

Com dois golos muito cedo e uma expulsão (do guarda-redes) o jogo não teve muito mais história. Com 4-1 ao intervalo, aconteceram mais 4 golos até final. Henrique Araújo, Bráulio Domigão e Pedro Pelágio fizeram um bis. Luís e Mauro (gp) marcaram os restantes dois golos.

[Resumo]

28/10/2016

Pontassolense,1 - Marítimo,3 (Sub17)

Um jogo realizado em "dois tempos", um no dia 16 sob intenso nevoeiro (0-3) e outro, no dia 23, que permitiu aos da casa reduzirem a diferença. Um jogo que, pelas circunstâncias em que decorreu, não teve "história". Fica o resumo possível.

11/10/2016

Marítimo,7 - Andorinha,1 (Sub17)

Com 5-0 ao intervalo, o jogo acabou com o resultado em 7-1. Dinis e Henrique Araújo fizeram hat-trick tendo Luís marcado o outro golo. O Andorinha marcou de penalti tendo apenas importunado a baliza verde-rubra através de bolas paradas.

06/10/2016

Duas vitórias para iniciar (Sub17)

No arranque do Regional de sub17, o Marítimo obteve os seguintes resultados:

23/09/2016  Marítimo,4 - Juventude AC,1
30/09/2016  Xavelhas,1 - Marítimo, 7

No Domingo, dia 9/10/2017 disputa-se o Marítimo - Andorinha.

18/09/2016

Super Taças - uma para cada

Depois de uma vitória do Marítimo, nos Juvenis, no Sábado, com um resultado justo (2-1), face ao que se passou no jogo, novo duelo neste Domingo.

O jogo acabou por se decidir numa jogada, no arranque na 2ª parte, depois de um empate a um no final da primeira. Golos de Iago e Henrique Araújo, no final da primeira parte.

Uma entrada dura a meio campo, de um jogador do Nacional, não é sancionada. Apesar de vários jogadores (do Marítimo e do Nacional) pedirem a paragem do jogo, o árbitro não acedeu. O jogador lesionado ficou estirado no chão e o nacionalista, com fair-play, alheou-se do jogo, pedindo assistência ao adversário. A jogada seguiu, lentamente, até que acaba com a bola batendo na mão de um jogador do Marítimo, no interior da área. 

[Vídeo]  [Resumo]

O árbitro, que não marcou a falta, nem suspendeu a partida, marca penalti. A reclamação que se seguiu resulta num cartão vermelho: um jogador verde-rubro persegue o árbitro, que lhe vira as costas. No seguimento, dá-lhe um toque de dedos, de chamada de atenção nas costas. Uma ação indevida, que deve ser reprimida e castigada, mas que não tem, claramente, qualquer intenção agressiva. As imagens de vídeo são evidentes na demonstração dessa simples intencionalidade de chamada de atenção.

Assim, o jogo prosseguiu com o penalti (2-1) de Pedro Silva que Vicente Lara, por pouco não defende, fechando o resultado da partida, apesar da garra verde-rubra a jogar com 10 e sem Kiko que, lesionado na jogada acima descrita, não voltou a jogo.

29/06/2016

Madeira,2 - Algarve,0

Terceira vitória consecutiva, 4º lugar no torneio, repetindo a melhor classificação de sempre de uma selecção regional na prova, já com 32 edições.
Ficou a saber a pouco, depois de dois empates iniciais, perfeitamente desnecessários. Efeitos óbvios da insularidade que reduz significativamente os jogos competitivos disputados pelos nossos jogadores. Talvez por isso, o Torneio foi feito em crescendo, sem derrotas, com os referidos 2 empates, seguidos de 3 vitórias a 2-0, oito golos marcados e apenas dois sofridos.

Henrique Araújo faz 5 golos em 5 jogos, marcando sempre nos 4 últimos jogos. Terá sido um dos melhores marcadores do torneio.

No jogo de hoje, tudo começou bem para a Madeira pois Iago, ao esgueirar-se para a área logo no primeiro minuto conquista uma falta e um cartão vermelho para um dos centrais algarvios.

Pouco depois o mesmo Iago faz um golo magnífico, precedido de uma posição de fora-de-jogo, numa fuga pela direita, culminada por um toque por cima do guarda-redes. Henrique Araújo, pouco depois, consolida a vantagem num toque de cabeça, bem no coração da área, respondendo à solicitação do colega.

A partir daí, só deu Madeira, com algumas boas jogadas, infelizmente não concretizadas.

Lisboa (15 pontos) e Aveiro (13 pontos) disputam a final. Braga e Madeira (11 pontos) ocupam os lugares seguintes da classificação. A vantagem de goal-average de Braga determina o seu 3º lugar, muito à conta dos 10-0 impostos a Horta que acabou por ser, de alguma forma, a "vítima" das goleadas no torneio.

28/06/2016

Madeira,2 - Beja,0

Um jogo algo incaracterístico, muito por culpa do vento que inviabilizava muitas iniciativas. Depois de uma primeira parte algo monótona (mesmo assim com evidente supremacia madeirense) a 2ª parte trouxe mais alguma movimentação, a suficiente para a marcação de dois golos (Henrique Araújo e Tomás Melício) que garantiram uma vitória não muito complicada para a selecção regional.

[Resumo]   [Jogo]

Falta apenas um jogo. Ainda não temos derrotas e uma vitória amanhã poderá levar a selecção a uma das melhores classificações de sempre, da Região, no Torneio. Estamos em 5º lugar entre 22 selecções. O jogo, em Santo António (relva), contra o Algarve será difícil e complicado. Mas tudo está em aberto.

Infelizmente, os dois empates iniciais (bastaria ganhar um desses jogos) impedem-nos de jogar amanhã em posição de aceder à final.

Lisboa, Aveiro, Viseu e Braga estão à frente. Madeira é 5ª classificada. Infelizmente, parece não estar previsto (como no ano passado) um jogo entre os 3º e 4º mais pontuados. Poderia ser uma motivação extra.

26/06/2016

Madeira,2 - Santarém,0

À terceira foi de vez e a Madeira ganhou. Um bis de Henrique Araújo ainda na primeira parte assegurou um bom triunfo sobre uma equipa alguns furos acima dos dois primeiros adversários.

[Golos]   [Peça RTP Madeira]  [Resumo]   [Jogo]

O jogo até começou melhor para os continentais, que tiveram duas boas oportunidades nos primeiros cinco minutos. Vicente Lara e Tiago resolveram as situações. A partir daí, tirando algumas bolas paradas, só deu Madeira...

A equipa voltou a subir de rendimento face aos jogos anteriores. Mas precisa de ter elevados os níveis de concentração logo a partir do apito inicial. Para não arriscar começar os jogos a perder... 

Todos estiveram bem. A salientar Pedro Silva (que não sabe jogar mal), a importância do "regresso" de Tomás e o acerto de Henrique Araújo. Sem esquecer a irrepreensível exibição de Vicente Lara e da defesa no seu todo, que criou um bloco coeso logo depois daqueles minutos iniciais. João Pedro Barros foi titular (e bem), Duarte "lambreta" fez uma segunda parte ao seu nível (depois de dois jogos menos bem conseguidos).

Ainda sem perder, há que manter a concentração depois da folga de amanhã. São dois jogos em relva (o que poderá ajudar) em Machico - 3ª feira 9.30 (Beja) e Santo António - 4ª feira 11.00h (Algarve). Dois jogos para chegar a uma boa classificação.

O jogo final pode ficar acessível para uma equipa com 12 pontos, contra Lisboa a quem os 15 pontos não deverão escapar. Braga ainda pode ir aos 13 mas tem 2 jogos duros pela frente. Aparentemente, ao contrário do ano passado, não parece estar previsto jogo entre os 3º e 4º mais pontuados. Jogo que ainda poderia consistir numa motivação extra para a selecção madeirense...


25/06/2016

Madeira,1 - Bragança,1

Mais um empate inglório para a Madeira. Na primeira parte só deu Madeira. Vicente Lara não foi sequer chamado a receber um passe de um colega, a marcar um pontapé de baliza. Aí, a selecção madeirense atacou, teve uma mão cheia de oportunidades, apenas uma entrou (Henrique Araújo). Na segunda parte nada mudou nesse aspecto mas, logo no início, aproveitando o vento, um livre forasteiro marcado a 30 metros, bombeado, junto à barra e poste, acabou dentro da baliza. E depois dessa, o guarda-redes madeirense só tocou mais uma vez na bola...

Até ao fim, ataques e oportunidades dos madeirenses, sem sucesso. Do adversário, paragens, lesões e substituições (muitas). No final, mais um empate, desta vez, muito, mas muito inglório.
A equipa esteve melhor que ontem. E ainda não perdeu.
Amanhã jogará contra Santarém, à tarde, pelas 17h, em Santa Cruz. Será desta?
Acreditamos que sim, em crescendo, até ao último jogo.

24/06/2016

Madeira,1 - Vila Real,1

Um inicio de Torneio com demasiada "termideira". Foi evidente a falta de experiência competitiva de muitos dos madeirenses, na sua primeira experiência nacional. Uma noite bem dormida e o segundo jogo, amanhã, só pode correr melhor. Basta jogar o que sabem. Que é muito mais do que vimos hoje.

[Resumo]   [Jogo]

O jogo começou bem melhor para Vila Real. Aproveitando o mau arranque madeirense tiveram um quase-golo e um golo muito cedo. A partir daí, Vila Real teve apenas mais uma boa ocasião, tendo passado por muitos calafrios e abusado das paragens de jogo. Neste aspecto o árbitro este mal na primeira parte (não compensando) e bem no final, fazendo-o.

A Madeira podia e devia ter ganho o jogo. Apesar do jogo nervoso, perdendo muitos passes, foram criadas ocasiões mais do que suficientes para chegar à vitória. Mas tal não foi possível. Estiveram ao seu nível, Pedro Silva, Henrique Araújo e o lado esquerdo da defesa. João Pedro Barros também entrou bem.

Amanhã há novo jogo. Se a noite for de descanso, o segundo jogo já deve ser em crescendo. E aí ganharemos pela certa. Força Madeira.

A primeira jornada já deu algumas indicações: Lisboa deve passear até à final. Aveiro e Algarve ainda podem lá chegar com os mesmos 15 pontos. Mas, Aveiro ainda jogará com Braga e o Algarve com a Madeira, no quinto jogo. O Porto deverá ficar nos 13 pontos (empatou hoje com Braga) e, se somar o goal-average suficiente, mantém-se como forte candidato à mesma final.